domingo, 8 de fevereiro de 2015

Das falácias #2 - O que é uma toxina, alguém que faz detox me sabe explicar???

Falácia: "Ai comi tanto, amanhã faço um detox!!! Ando cheia de toxinas!!"

Há poucas coisas que me enervem tanto como a história das toxinas. Não sei ao certo quem foi o primeiro idiota a dizer que o nosso corpo não elimina toxinas e que se comermos o nosso peso em espinafres desfeitos, as expulsamos de dentro de nós qual demónio exorcisado. Suspeito que terá sido o Dr. Oz mas, na minha opinião ele é a fonte de alguns males do mundo (inclusive algumas guerras e pequenos conflitos, devido à estupidez que espalha convictamente) e enviado para semear a ignorância entre as pessoas que acreditam em alguém porque tem o Dr antes do nome, mesmo que se chame Oz.


Ora bem senhoras e senhores, vamos começar pelo início, o que é uma toxina? Alguém aí em casa me pode responder?

Não, não está no vosso intestino e não, não está no vosso rabo. As toxinas são substâncias produzidas por bactérias para atacar o sistema imunitário durante uma infecção. Ou seja, se alguém está cheio de toxinas, é porque tem uma infecção. E não, não são os espinafres que as vão atirar cá para fora, santa paciência. Temos uma coisa magnífica que se chama sistema imunitário e que trata disso. E quando ele falha temos outra coisa bestial que se chama anti-bióticos que matam o bicho caso ele não morra a bem.

Não quero com isto dizer que uma alimentação rica em vegetais não seja essencial para uma boa saúde ou que sumos de vegetais sejam maus (eu pelo menos gosto), mas não vamos chamar obra-prima à prima do mestre de obras, boa?

Sobre o que as pessoas querem falar normalmente quando vêm com este tremendo disparate das toxinas é na verdade de stress oxidativo (já expliquei o que é, vão ler se desejarem) e de bioacumulação, que é o processo de acumulação de certos compostos que não nos fazem falta, não conseguem ser excetados e ficam aqui. Mas estes compostos são coisas como o chumbo ou o amianto, não são coisas em todo o santo lado.

Bebam um chá de camomila, comam um chocolate, relaxem e vivam a vida. Vamos todos morrer, isso é certo, esperemos que seja o mais tarde possível, mas se continuarem os pânicos colectivos dos agora-descobriu-se-que-as-toxinas-estão-também-nos-legumes aí sim, encurtam a esperança média de vida.

6 comentários:

  1. Morri e, não, não foi com toxinas foi mesmo com o texto... <3 genious!

    ResponderEliminar
  2. Ai que o meu mundo ruiu. Então não temos quilos de resíduos no corpo à espera de serem desintoxicados pela última banha da cobra do momento? xD

    ResponderEliminar
  3. Tainda bem que há quem saiba destas coisas. Quase que nos sentimos culpados por não termos uns copos de verdes à nossa frente para beber. Prefiro-os comer e cozinhar, e não me tenho dado mal, vão já 46 anos. Obrigada pelo esclarecimento e quebra de mitos fraquinhos, fraquinhos!...

    ResponderEliminar
  4. E aqueles quilos de resíduos que estão acumulados nos pulmões do ar que respiramos? Adoro essa! O meu professor de Respiratório é que ia amar saber de uma coisa dessas!
    Texto brilhante~

    ResponderEliminar
  5. Muito bom! É preciso acabar com certos mitos! Obrigada por um texto muito esclarecedor!

    ResponderEliminar

Os comentários são sujeitos a aprovação, daí não aparecem logo em seguida a serem feitos mas, assim que os aprovar e ler, responderei. Obrigada pela opinião/dúvida/sugestão!